Escolha uma Página

Pergunte ao Consultor Virtual

Qual a melhor Harley? Qual o melhor modelo para mim? Qual cor?

Anderson “HD-Duck”

Anderson é nosso Consultor Harley-Davidson que trabalhou por 4 anos na concessionaria BH Harley-Davidson e foi campeão de vendas na campanha “DREAM TEAM em 2014 – Os Melhores do Brasil”. Foi premiado com uma viagem aos EUA na qual alavancou seu conhecimento e foi a fundo nessa lenda Harley-Davidson em visitas às fábricas e ao Museu em Milwaukee, WI.

Qual a melhor Harley para mim?

Não há como citar um melhor modelo, uma vez que temos mais de um perfil de piloto. Contudo o melhor modelo será aquele que permitir ao motociclista, condições básicas para uma pilotagem favorável, ou seja, uma geometria adequada e uma ergonomia confortável, viabilizando grandes viagens! É justamente por isso que as motocicletas Harley-Davidson permitem inúmeras customizações.

Qual a melhor Harley disponível no mercado?

A melhor Harley-Davidson é aquela que couber em seu bolso! Mas o primordial é que você procure um modelo que privilegie o conforto, porque só assim você irá potencializar as experiências em cima de sua Harley.

Qual a cor mais bonita?

A principio, grande parte das pessoas que compram uma Harley-Davidson optam pela cor preta. Em contrapartida, há aqueles que têm grande admiração pelos modelos coloridos que proporcionam a sensação de exclusividade, além de replicar uma pintura que saiu em um determinado ano e modelo, passando um aspecto ainda mais temporal.

Para uso urbano, qual é o modelo mais adequado?

Para uso urbano é aconselhável uma Harley com visual mais limpo e independente, por exemplo, as HDs da linha Sportster. Com uma pegada Bobber e até Café Racer, você irá conquistar as ruas da cidade com muita agilidade, potência e curtir diariamente um estilo de vida único.

Nas Harleys de banco solo , como levo a garupa?

O modelos equipados com banco solo foram propositalmente projetados para andar sem garupa, pois reforçam a sensação de liberdade, ao mesmo tempo em que diminui o peso do conjunto. Mas mesmo assim, se a opção for levar alguém na garupa, você poderá customizar sua HD trocando o banco e acrescentando as pedaleiras traseiras. São várias opções disponíveis.

A Harley-Davidson esquenta muito?

Toda motocicleta de alta cilindrada e refrigerada a AR, trabalhará em temperatura elevada caso permaneça a maior parte do tempo circulando pela cidade em baixa velocidade ou em ruas estreitas (neste caso, as motocicletas da linha Sportster são as mais indicadas). Agora, uma vez na estrada, a mesma terá um comportamento bem mais agradável, pois a refrigeração aumenta e a sensação de aquecimento desaparece.

Harley-Davidson consome muito?

Se for um Jack Daniels o consumo será de 1 km/l rsrsrs… Brincadeiras à parte, as HDs atuais são equipadas com injeção eletrônica, o que as tornam relativamente econômicas fazendo em média 18 km/l. Mas, pode apostar, depois que você estiver pilotando sua Harley-Davidson, o consumo será o que menos importa!

As HDs são muito pesadas?

Sim. Todas elas têm o peso consideravelmente alto, levando em consideração a matéria-prima com que são fabricados seus componentes (Harley-Davidson é para vida toda!). Por exemplo, a menor delas, a 883, pesa 230 kilos.

Ao escolher sua Harley você deve estar ciente se está apto ou não para determinado modelo. Leve em consideração sua estatura, força, agilidade, equilíbrio, etc. Mas com um pouco de prática e ousadia, sim, você será capaz de conduzir uma Harley!

Uma boa opção é começar com um modelo menor, desde que o sua estatura permita!

Comprar uma Harley semi-nova é uma boa opção?

Optar por uma Harley-Davidson sempre será uma boa opção, seja ela semi-nova (claro, em bom estado!) ou zero quilômetro. Neste portal você encontra muitas semi-novas com baixa quilometragem. Faça sua pesquisa.

Os modelos Sportster, tais como a Iron 883 por exemplo, são duras?

Se levarmos em consideração a natureza de uma Harley e as estradas brasileiras, sim elas sofrem mais porque são mais rígidas!!! Mas com a troca dos amortecedores originais pelos amortecedores progressivos você conseguirá sanar boa parte deste desconforto.

Me fale sobre as Sportsters.

Com as Sportsters você poderá conquistar as ruas da cidade, “causando” por onde passa! Motocicleta de estilo forte e jovial, que proporciona ousadia para o dia-a-dia. Conta com uma ciclística ágil e leve e com uma geometria muito favorável! Além de oferecer uma gama enorme de customizações!

OBS: As motocicletas desta linha também botam o terror nas estradas rsrsrs, desde que você tenha disposição para visitar, com maior frequência, os postos de gasolina devido a autonomia menor.

Me fale sobre as Dyna.

Um bike perfeita para aqueles que procuram uma rebeldia aliada a um maior conforto! Com a Dyna o motociclista não abre mão da presença na cidade e um visual limpo da sua bike. E com toda a ousadia do estilo poderá também pegar a estrada com seus amigos com mais conforto, uma vez que carrega um motor de 1.600cm³ não balanceado, proporcionando uma forte emoção rsrs. Possui também um câmbio de 6 velocidades, proporcionando uma velocidade de cruzeiro mais agradável para suas viagens.

OBS: A Fat Bob se destaca nesta linha com Farol duplo, guidão reto e pneus “balão” que são seus grandes diferenciais.

Me fale sobre as Softail.

O melhor do estilo vintage. O baixo centro de gravidade auxilia nas manobras. A ciclística é típica das motos Softail e reproduz as linhas das antigas Hardtails, as primeiras motos custom “rabo duro”, porém com amortecedores “escondidos” que garantem o conforto do piloto em suas grandes viagens. O motor que equipa as motocicletas desta linha é o imponente Twin Cam 96B, de 1600 cm3 com câmbio de seis velocidades (Six-Speed Cruise Drive) e eixos balanceadores.

Me fale sobre as Touring.

Touring é uma família de motocicletas composta por modelos com características mais estradeiras com grande capacidade de carga, parabrisas e sistema de som. Nessa linha, destacam-se dois modelos de grande porte: a ROAD KING e a ELECTRA GLIDE. A ROAD KING é um misto de moto rebelde e de grande conforto, possivelmente, a preferida dos estradeiros que não tem como obrigação o conforto do garupa. Já a linha ELECTRA, composta pela CLASSIC e a ULTRA CLASSIC, são motos que resumem a existência das verdadeiras e mitológicas HARLEY-DAVIDSON.

Grandes, pesadas, onde nada se economiza quando se trata de conforto, tanto para o piloto como para o privilegiado garupa. Bolsas laterais e imenso compartimento traseiro são somados a um sistema de som de primeira linha, onde o volume da trilha sonora vai se adequando aos barulhos externos, permitindo que muitos quilômetros sejam devorados sem que os ocupantes sejam sacrificados. Como toda boa Harley, são motos longevas, de baixa manutenção e alta confiabilidade.

Os motores utilizados apresentaram no decorrer de sua existência constantes evoluções, mas mantendo sempre a arquitetura tradicional dos 2 cilindros em V e refrigeração a ar, de construção bastante simples e robusta.

Me fale sobre as V-Rod.

Só no Brasil, porém, a maioria desfila na V-Rod, moto esportiva que pouco lembra o desenho clássico da marca. O modelo foi uma aposta ousada da Harley-Davidson. Custa metade do preço de suas motos tradicionais e tem um terço a menos de potência. A V-Rod usa um motor mais silencioso, refrigerado a água, desenvolvido em parceria com a montadora alemã Porsche com apenas 125cv rsrsrs. Mas basta ir aos encontros dos “harleyros” nacionais para notar que a brasileirada adorou a novidade. O Brasil é, hoje, o único mercado em que a V-Rod está no topo, com 20% das vendas da empresa. Com o sucesso local da V-Rod, o Brasil tornou-se um caso de sucesso da Harley em sua obsessão de conquistar os jovens. Seu público mais fiel é composto de cerca de 50 milhões de homens.


Ainda tem dúvidas?

Preencha os campos ao lado e envie. Tão logo seja possível, o Consultor Virtual responderá à sua pergunta.